Obrigada.

Bem vindo(a)! Que você seja edificado(a) com as mensagens! Volte sempre!

quinta-feira, 22 de junho de 2017

POR QUE NÃO AGORA?

Resultado de imagem para Pedro aos pés de jesus

“Meus filhinhos, vou estar com vocês apenas mais um pouco. Vocês procurarão por mim e, ..., agora lhes digo: Para onde eu vou vocês não podem ir. Um novo mandamento lhes dou: Amem-se uns aos outros. Como eu os amei, vocês devem amar-se uns aos outros. Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros. Simão Pedro lhe perguntou: Senhor, para onde vais? Jesus respondeu: Para onde eu vou, vocês não podem me seguir agora, mas me seguirão mais tarde. Pedro perguntou: Senhor, por que não posso seguir-te agora? Darei minha vida por Ti! Então, Jesus respondeu: Você dará a vida por Mim?...” João 13.33-38

Houve um missionário que serviu ao Senhor por muitos anos no Suriname, mas em seus últimos anos foi atacado por uma doença que o paralisou. Às vezes, ele se perguntava por que Deus não o levava, pois ele ansiava por partir  e estar com o Senhor.
Talvez a vida seja dura para você ou para um ente querido, e você questiona por que Deus permite que o sofrimento continue. Quando Jesus falou que estava indo para o céu, Pedro perguntou: “Senhor, por que não posso ir agora?”. Você, como Pedro, pode se perguntar por que a entrada no céu foi adiada: “Por que não agora?”
Deus tem um propósito sábio e amoroso em nos deixar para trás. Há um trabalho a ser feito em nós que só pode ser feito aqui na terra. Nossas aflições, que são momentâneas, estão produzindo em nós“...eterno peso de glória, acima de toda comparação”(II Coríntios 4.17). E há trabalho a ser feito por outras pessoas – ainda que seja amar e orar. Nossa presença pode também ter o propósito de dar aos outros a oportunidade de aprender o amor e a compaixão.
Portanto, apesar de você desejar a libertação para si mesmo ou alguém querido, viver na carne pode significar o frutificar em Cristo, como disse o apóstolo Paulo: “Pelo contrário, com toda a determinação de sempre, também agora Cristo será engrandecido em meu corpo, quer pela vida quer pela morte; porque para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro. Caso continue vivendo no corpo, terei fruto do meu trabalho. E já não sei o que escolher! Estou pressionado dos dois lados: desejo partir e estar com Cristo, o que é muito melhor; contudo, é mais necessário, por causa de vocês, que eu permaneça no corpo. Convencido disso, sei que vou permanecer e continuar com todos vocês, para o seu progresso e alegria na fé, a fim de que, pela minha presença, outra vez a exultação de vocês em Cristo Jesus transborde por minha causa.”Filipenses 1.20-26.
E também há conforto na espera; embora o céu seja adiado, Deus tem Suas razões. Não há dúvida disso!

Pense nisso !!!

Tenha uma excelente semana!

O VALOR DA COMUNHÃO

Resultado de imagem para Comunhão

“Retenhamos inabalável a confissão da nossa esperança, porque fiel é aquele que fez a promessa; e consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras, não abandonando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros em amor...”
Hebreus 10.23-25.

Um cristão comparecia assiduamente às reuniões da sua igreja, e um dia, sem comunicar à ninguém, deixou de participar de suas atividades. Depois de algumas semanas, irmão da mesma igreja sentiu sua falta e decidiu visitá-lo. 
Era uma noite muito fria! Aquele irmão o encontrou em sua casa, sozinho, sentado diante da lareira, onde o fogo estava brilhante e acolhedor.
Adivinhando o motivo da visita de seu amigo, deu-lhe as boas vindas, lhe ofereceu uma cadeira grande em frente à lareira e ambos assentaram-se quietos, admirando a dança das chamas em volta dos troncos de lenha que queimavam.
Depois de alguns minutos, o irmão que o visitava foi até a lareira e cuidadosamente escolheu dentre as brasas a mais incandescente de todas, empurrando-a para fora do fogo.
Sentando-se novamente, permaneceu silencioso e imóvel.
O anfitrião prestava atenção a tudo, fascinado e também quieto.
Dentro de pouco tempo, a chama da brasa solitária diminuiu, até que seu fogo se apagou  por completo. O que antes era uma festa de calor e luz, agora não passava de um frio, morto e preto pedaço de carvão, recoberto de uma camada de cinza espessa.
Nenhuma palavra tinha sido pronunciada desde a saudação inicial entre os dois amigos!
Antes de preparar-se para ir embora, o amigo, movimentou novamente o pedaço de carvão já apagado, frio e inútil, colocando-o novamente no meio do fogo. Quase que imediatamente transformou-se numa nova chama, alimentada pela luz e o calor das labaredas dos outros carvões em brasa e ao redor dele.
Quando o Amigo se aproximou da porta para ir-se embora, seu anfitrião lhe disse: “Obrigado pela sua visita e pelo belíssimo sermão! Voltarei à comunhão dos irmãos que sempre me faz muito bem!”
Vamos refletir...
Os membros de uma igreja fazem parte da "CHAMA" da comunhão, mas quando se afastam do grupo, perdem todo seu brilho e calor.
Cada irmão é responsável por manter acesas as chamas da comunhão, tanto para si mesmo como para cada um dos outros membros. Cada um é responsável por promover a união entre todos, para que o fogo seja sempre realmente forte e duradouro.
A Bíblia diz:

“Portanto, se há alguma exortação em Cristo, se alguma consolação de amor, se alguma comunhão do Espírito, se alguns entranháveis afetos e compaixões, completai a minha alegria, para que tenhais o mesmo modo de pensar, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, pensando a mesma coisa;... com humildade cada um considere os outros superiores a si mesmo; não olhe cada um somente para o que é seu, mas cada qual também para o que é dos outros. (Filipenses 2:1,2)

“Tendo antes de tudo ardente amor uns para com os outros, porque o amor cobre uma multidão de pecados; sendo hospitaleiros uns para com os outros, sem murmuração; servindo uns aos outros conforme o dom que cada um recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus.” (I Pedro 4:8)

A igreja mantém a chama da comunhão acesa quando os membros valorizam-se uns aos outros e mantêm-se unidos em amor. Como na lareira, cada madeira que constitui o feixe não é igual e nem queima da mesma forma, porém o conjunto emite luz intensa e aquece muito mais a todos e ao ambiente em que vivem.
Nenhum de nós é melhor que todos nós juntos!!!

Pense nisso!
E deixe seu comentário!


quinta-feira, 15 de junho de 2017

ÚNICA RIQUEZA

Resultado de imagem para deus ÚNICA RIQUEZA

“Guarda-me, ó Deus, porque confio em ti. Eu disse a Deus: Tu és o meu Senhor. Não tenho outra riqueza além de ti.” Salmo 16.1,2

Neste salmo, Davi não diz que Deus é sua maior riqueza. Ele diz para Deus que Ele é sua “única” riqueza. E isso é sério e profundo.
Deus deseja ser único em nossa vida. Certa vez, Ele pediu a Abraão o sacrifício de seu filho Isaque, porque Isaque era o que Abraão mais amava. Deus não queria Isaque! Queria ser único na vida de Abraão.
Deus sente ciúmes, como um marido traído, quando há outras “riquezas” além Dele em sua vida. Infelizmente, temos a forte tendência de colocarmos coisas e pessoas no lugar de Deus. Isso acompanha a humanidade desde sempre.
Como é fácil, por exemplo, deixar de dizimar a Deus pra pagar uma dívida, deixar de cultuar para encontrar pessoas, recebê-las em casa ou comemorar um dia especial, deixar de ofertar pra comprar um lanche depois do culto, etc. Quantas vezes deixamos de passar tempo a sós com Deus por causa dos inúmeros compromissos e serviços que nos esperam, ou deixamos de ler a Bíblia porque preferimos assistir um filme?! Outros só se lembram de Deus quando estão atribulados, desempregados, doentes ou com alguma necessidade material, e tão logo recebem a vitória (do Senhor, diga-se de passagem), logo vão embora e não voltam nem pra agradecer.
Criticamos o povo de Israel por fazer e adorar um bezerro de ouro por causa da demora de Moisés no Monte Sinai, mas fazemos o mesmo! Por exemplo, quando oramos, oramos, e a resposta demora, não temos paciência pra esperar. Vamos atrás de um parente, um político, um amigo, entre outros, e tomamos das mãos de Deus a direção da nossa vida de volta. Tomamos a frente, agimos por conta própria, e sempre nos damos mal. Mas continuamos levantando nossos “bezerros”.
Tudo que alguém faz demais, toma o lugar de Deus e, portanto, torna-se um ídolo. Aquilo que consome seu tempo, domina você, e torna-se seu deus. Come demais?! A comida é seu deus! Trabalha demais?! O dinheiro é seu ídolo! Deixa de cultuar para assistir o futebol?! Seu time é seu ídolo! Malha demais?! O corpo é seu ídolo! Vê TV demais?! Ela é seu ídolo! Passa tempo demais no Whats'app?! Ele se tornou seu deus! São pequenas discrepâncias diárias que vão nos afastando do verdadeiro Deus, e pondo outros no lugar Dele.
Talvez você esteja pensando: “Puxa! Eu não sabia disso!” Pois agora sabe!!! E o que vai fazer a respeito? Deus espera sua atitude, seu arrependimento e sua mudança! Ele quer ouvir de você: “Tu és meu único Senhor. Não tenho outra riqueza além de ti.”
Que outras coisas ou pessoas dividem espaço com Deus em sua vida?
Ele é ou não é sua “única” riqueza?
O que ou quem você mais ama?
Estaria disposto(a) a sacrificar isso para Deus, como fez Abraão?
Pense nisso! E faça de Deus seu único tesouro, antes que Ele exija um sacrifício.


Deixe seu comentário e conheça também...
http://prraquelroque15.wixsite.com/meusite
   LEIA A BÍBLIA!   

terça-feira, 13 de junho de 2017

FACA AFIADA

Imagem relacionada


“Assim como o ferro afia o ferro, o homem afia o seu companheiro.” Provérbios 27.17

Hoje, preparando o almoço, precisei cortar uns bifes, e para minha surpresa, nenhuma faca estava devidamente afiada. Então, com era de se esperar, peguei meu amolador de facas e mandei ver! Nesse processo, me lembrei da vida espiritual, porque Deus, às vezes, também precisa nos afiar para depois nos usar.
Pensa comigo. A faca não fez nada de errado para ficar “cega”. Ela estava ali, pronta pra o uso, e, por certo, foi usada muitas e muitas vezes até que perdeu sua afiação. Foi justamente por causa do muito uso que ela foi perdendo sua amoladura.
Da mesma forma acontece com o cristão. Ele não perde sua “afiação espiritual” necessariamente por causa de pecado ou falta de compromisso. Ele pode perdê-la também por muito uso. Às vezes, ficamos tão atarefados com a obra de Deus que, sutilmente, sem que se perceba, nos afastamos lentamente da comunhão com o Senhor. Então, precisamos de nova amoladura. Aí eu aprendo outra lição espiritual - que a afiação dói.
No caso da faca, eu imprimi força passando-a sobre a lixa várias e várias vezes. O que a torna afiada é justamente o seu aço sendo corroído, raspado e lixado por um ferro ou lixa. Deus também faz o mesmo com a gente, não para nos machucar, mas para nos afiar novamente. A força da Sua mão e o que Ele usa para nos afiar, em geral, também podem doer. Daí o versículo que abriu esta postagem: Assim como o ferro afia o ferro, o homem afia o seu companheiro.” Provérbios 27.17. Significa que Deus usa pessoas para nos afiar, seja com uma palavra, uma admoestação, um louvor ou um conselho. Ele pode usar um amigo, um irmão, um livro, uma pregação, o pastor, nossos pais e até nossos filhos. O lance é estar atento ao mover de Deus, ouvir a Sua voz e se submeter ao Seu tratamento. Vai doer, mas se for pra nos afiar, que venha!
Pensei em tudo isso enquanto cortava os bifes bem fininhos, como eu gosto, e fiquei satisfeita porque a faca me serviu perfeitamente depois de amolada. Então, percebi que Deus também fica satisfeito quando precisa nos usar e nos encontra afiados, prontos para o Seu serviço.  

Pense nisso! E deixe Deus afiar você!

Se gostou, deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos.