Obrigada.

Bem vindo(a)! Que você seja edificado(a) com as mensagens! Volte sempre!

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

VOCÊ AMA AS DÁDIVAS OU O DOADOR?


 

Há uma mensagem no Livro “Mananciais no Deserto” que consola meu coração, e renova minhas forças e confiança no Senhor. Fala sobre uma bonita história do sonho que uma senhora crente teve a respeito e três pessoas que oravam...
“Enquanto estavam de joelhos, o Mestre chegou-se a elas. Ao aproximar-se da primeira, inclinou-se para ela, e sorrindo com amor, falou-lhe com voz suave. Deixando-a, dirigiu-se à segunda, mas só pôs a mão sobre a sua cabeça curvada e deu-lhe um olhar de aprovação. Pela terceira, Ele passou quase abruptamente, sem se deter para uma palavra ou olhar.
“A mulher, em seu sonho, pensou consigo: ‘Quanto Ele deve amar a primeira! À segunda Ele deu Sua aprovação, mas nenhuma das demonstrações de amor que deu à primeira; e a terceira deve tê-lo entristecido muito, pois não lhe deu nenhuma palavra e nem sequer um olhar. O que será que ela fez e por que Ele fez tanta diferença entre elas?’
“Enquanto ela procurava interpretar a atitude de seu Senhor, Ele mesmo aproximou-se dela, no sonho, e disse: ‘Ó mulher, quão erradamente me interpretaste. A primeira mulher de joelhos precisava de toda minha ternura e cuidado para conservá-la em Meu caminho.  Precisa sentir o Meu amor, meu cuidado e auxílio a cada momento do dia. Sem isto, iria falhar e cairia. A segunda já tem uma fé mais forte e um amor mais profundo e posso esperar dela que confie em Mim sejam quais forem as circunstâncias e o que quer que os outros façam. A terceira, que Eu parecia nem notar e quase negligenciar, tem fé e amor da mais alta qualidade, e Eu a estou treinando, através de processos enérgicos e drásticos, para o mais alto e santo serviço. Ela Me conhece tão de perto e confia em Mim tão inteiramente, que não depende de palavras, olhares ou qualquer demonstração sensível da Minha aprovação. Não desmaia nem desanima diante de nenhuma circunstância que Eu a faça atravessar;  ela confia em Mim, mesmo quando o sentimento, a razão e os mais fortes instintos do coração natural se rebelariam – porque sabe que estou operando nela para a eternidade, e que o que Eu faço, conquanto não o saiba explicar agora, compreendê-lo-á depois. Eu me calo em Meu amor porque amo além do poder de expressão das palavras e do poder do entendimento do coração humano, e também por causa de vós, para que possais aprender a me amar e confiar em Mim correspondendo espontaneamente ao meu amor, e com o amor dado pelo Espírito, sem o estímulo de nenhuma coisa exterior para fazê-lo brotar.’
“Ele fará maravilhas, se aprendermos o mistério do Seu silêncio, e se O louvarmos por todas as vezes em que Ele tira as Suas dádivas a fim de que conheçamos melhor o Doador e O amemos mais.”

Pense nisso!

(Extraído de “Mananciais no Deserto, pg. 45 e 46)

Se gostou, deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos nas redes sociais.
Conheça também...
www.bonnevievie.blogspot.com.br
E a minha página de poesias "Bem Dito"