Obrigada.

Bem vindo(a)! Que você seja edificado(a) com as mensagens! Volte sempre!

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

VAMPIROS ENERGÉTICOS - 10 FORMAS DE IDENTIFICÁ-LOS.


Os vampiros do cinema e TV todos nós já conhecemos!!! Sabemos como são, como se vestem e como agem. Eles sugam o sangue das vítimas para sobreviver. Mas existe um tipo de vampiro com quem convivemos diariamente e nem percebemos. São os "Vampiros de Energia". Eles estão em toda parte e roubam suas energias sem você ver. Porque não conseguem tirar energia de fontes naturais, ficam desequilibrados e precisam buscar energia de outras pessoas. Observe os tipos de vampiros. Provavelmente você conhece mais de um.

O Vampiro Cobrador - Cobra sempre, de tudo e todos. Quando você o encontra, já vem cobrando por que não lhe telefonamos ou visitamos. Se você vestir a carapuça e se sentir culpado, estará abrindo-lhe as portas. O melhor a fazer é usar de sua própria arma, ou seja, cobrar de volta e perguntar por que ele não liga ou aparece. Deixe-o confuso, não o deixe retrucar e se retire rapidamente.

O Vampiro Crítico - Critica a tudo e a todos, e só crítica negativa e destrutiva. Só vê a vida pelo lado sombrio. Sua maledicência cria na vítima um estado de alma escuro e pesado, e abre seu sistema para que a energia seja sugada. Diga "não" às suas críticas. Jamais concorde com ele. A vida não é tão ruim assim. O melhor é cair fora e cortar todo tipo de contato.

O Vampiro Bajulador - É o famoso "puxa-saco". Adula o ego da vítima, cobrindo-a de lisonjas e elogios falsos, tentando seduzir pela adulação. Muito cuidado! Não dê ouvidos ao adulador, pois ele simplesmente espera que seu orgulho abra as portas para sugar sua energia.

O Vampiro Reclamador - É aquele tipo que reclama de tudo, de todos, da vida, do governo, do tempo, etc. Opõe-se a tudo, exige, reivindica, protesta sem parar. E o mais engraçado é que nem sempre dispõe de argumentos sólidos e válidos para justificar seus protestos. Melhor tática é deixá-lo falando sozinho.

O Vampiro Inquiridor - Sua língua é uma metralhadora. Dispara perguntas sobre tudo, quer sabem quanto você ganha, como comprou seu carro, quanto custou a casa, etc. Ele não conversa, não lhe dá tempo pra responder, pois já dispara outra rajada de perguntas. Ele tenta desestabilizar seu equilíbrio mental, perturbando seu fluxo normal de pensamentos. Para sair de suas garras, não ocupe a mente procurando respostas. Corte seu ataque reagindo com  perguntas bem pessoais e contundentes, e procure se afastar assim que possível.

O Vampiro Lamentoso – É o lamentador profissional, que anos à fio chora suas desgraças. Para sugar sua energia, ele ataca seu lado emocional e afetivo. Chora, lamenta e faz de tudo para despertar pena. É sempre o coitado, a vítima. Só há um jeito de tratar com este tipo de vampiro, é cortando suas asas. Corte suas lamentações dizendo que não gosta de queixas, ainda mais porque elas não resolvem situação alguma.

O Vampiro Pegajoso - Investe sobre a sensualidade e sexualidade da vítima. Aproxima-se como se quisesse lambê-la com os olhos, com as mãos, com a língua. Parece um polvo querendo envolver a pessoa com seus tentáculos. Se você não escapar rápido, ele sugará sua energia na primeira oportunidade. Seja conseguindo seduzi-lo com seu jogo pegajoso ou provocando náuseas e repulsa, você estará desestabilizado, e, portanto, vulnerável. Saia o mais rápido possível. Invente uma desculpa e fuja rapidamente.

O Vampiro Grilo-Falante - A porta que ele arromba é o seu ouvido. Fala, absoluto, durante horas e, enquanto mantém sua atenção ocupada, suga sua energia vital. Para livrar-se, invente uma desculpa, levante-se e vá embora.

O Vampiro Hipocondríaco - Cada dia aparece com uma doença nova. Adora colecionar bula de remédios. Quer chamar a atenção dos outros despertando preocupação e cuidados. Enquanto descreve os pormenores de seus males e conta seus infindáveis sofrimentos, ele rouba sua energia. E depois, você se sente péssimo e pode até ficar doente.

O Vampiro Encrenqueiro - Para ele, o mundo é um campo de batalha onde as coisas só são resolvidas na base do tapa. Quer que você compre sua briga, provocando em você um estado raivoso, irado e agressivo. Esse é um dos métodos mais eficientes para lhe desestabilizar e roubar sua energia. Não dê espaço para a agressividade, procure manter a calma e corte laços com este vampiro.

Agora que você conhece como agem esses Vampiros de Energia, fuja deles o mais rápido possível. Mas verifique se você (sem querer, é óbvio) não está se tornando um deles. Se desconfiar disso, mude sua alimentação, seus hábitos, seu comportamento, sua fala. Deixe de ser um estorvo, sugando a energia alheia e busque sua própria fonte. Energize-se sem prejudicar outrem. Olhe para a luz do sol, curta as pequenas coisas boas da vida, elogie, faça novos amigos, seja agradecido(a). Busque a Deus, leia a Sua Palavra! Não seja um sugador de energia, mas uma fonte transbordante de energia, amor e alegria.


Pense nisso!

Se gostou, deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos nas redes sociais.
Conheça também...