Obrigada.

Bem vindo(a)! Que você seja edificado(a) com as mensagens! Volte sempre!

sexta-feira, 11 de março de 2016

AVIVAMENTO EXIGE ALINHAMENTO



Se quisermos viver o verdadeiro avivamento espiritual, precisamos alinhar algumas coisas em nossas vidas.

Avivamento exige alinhamento com a Palavra de Deus. Como ser avivados se não a lemos, não meditamos nela, não a praticamos, não a amamos o suficiente? No tempo do rei Josias houve um grande avivamento depois que o templo foi limpo, achou-se a Palavra de Deus e ela foi lida para o rei e para o povo (II Cr. 34)

Avivamento exige alinhamento com a vontade de Deus. Como ser avivados se só buscamos as mãos de Deus e não a Sua face? Como crianças mimadas, só O buscamos pelo que nos abençoa, nos alegra, supre nossas necessidades e satisfaz nossas vontades. Não precisamos de coisas! Precisamos de Deus! Devemos, portanto, buscar a Sua face, pelo simples prazer de estar com Ele.

Avivamento exige alinhamento com a visão de Deus para a Sua Igreja. Como ser avivados se a igreja é de todos e não mais de Deus? Como ser avivados se a igreja tem que ser do ‘meu’ gosto e ‘me’ servir, ao invés de eu servi-la? Deus só envia o Seu Espírito sobre terra fértil, sobre aqueles que são úteis ao Seu Reino, sobre os que serão Suas testemunhas (At. 1.8; 4.31).

Avivamento exige alinhamento com a direção do Espírito Santo. Como ser avivados se nem ao menos perguntamos qual é a vontade do Espírito para nosso dia, nosso ano, nossa vida?! (Lc. 12.12; At. 13.4).

Avivamento exige alinhamento com a obediência. Deus não realiza nada em detrimento de Seus próprios princípios. O Espírito Santo jamais será derramado sobre pessoas rebeldes, insatisfeitas ou contrárias aos seus líderes, seja de que esfera forem. Deus trabalha sob o Princípio da Autoridade e Submissão. Quem estiver fora desta perspectiva, também está fora do alcance do Seu favor e poder (At. 8.18-23). 

Avivamento exige alinhamento com a liderança. Deus não vai passar a frente de líderes que Ele mesmo imbuiu de autoridade. Todos que receberam o enchimento do Espírito Santo estavam em submissão.

Avivamento exige alinhamento com o tempo. Eclesiastes 3 diz que há um tempo determinado para todas as coisas. Alguns pensam que basta orar uma ou duas vezes para receberem o Espírito Santo. Na primeira vez que Ele desceu, no Pentecostes, aquele grupo de crentes estava orando há cinquenta dias. Então, temos que orar e orar, até que Deus envie Seu Espírito. É preciso paciência e perseverança.

Finalmente, avivamento exige alinhamento com os frutos do Espírito. Embora haja pessoas que (supostamente) receberam dons do Espírito sem, contudo, frutificarem Seus frutos, a Palavra nos diz que o que realmente importa para Deus é que você frutifique do Espírito “...amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio.” (Gl. 5.22,23). Pensando bem, se você já produz estes frutos, já está vivendo o avivamento genuíno.


Pense nisso!

Gostou? Deixe seu comentário. Ele é importante pra mim. E compartilhe com seus amigos nas redes sociais. Obrigada.
Conheça também...


segunda-feira, 7 de março de 2016

RAZÕES PARA CANTAR


Num dos salmos da Bíblia, um poeta pergunta: "Ó SENHOR Deus, até quando esquecerás de mim?" (Salmo 13.1)

São muitas também as nossas perguntas:

Até quando, Senhor, teremos que tropeçar sobre os corpos de crianças na rua sem nada podermos fazer?
Até quando, Senhor, seremos obrigados a ouvir os deboches dos arrogantes, que compram a justiça para receber o que não lhes pertence?
Até quando, Senhor, precisaremos suportar homens e mulheres eleitos para nos representar, mas que usam seus mandatos para aumentarem seus patrimônios financeiros?
Até quando, Senhor, frequentaremos corredores de hospital transformados em leitos?
Até quando, Senhor, assistiremos homens de guerra sendo aplaudidos e ganhando prêmios pela paz que não promoveram?
Até quando, Senhor, continuaremos vendo inocentes morrerem por causa de ideologias fanáticas, algumas delas apresentadas em teu nome?
Até quando, Senhor, toleraremos os medíocres e bajuladores sendo promovidos em suas carreiras, rasgados os diplomas e ignoradas as habilidades dos melhores e dos corretos?
Até quando, Senhor, engoliremos calúnias?
Até quando, Senhor, sofreremos as dores da doença?
Até quando, Senhor, seremos julgados como estando errados exatamente por estarmos certos?
Perguntas que não podemos calar...
Continuemos, em nossas orações, perguntando ao Deus único que pode nos responder.
Ele sempre nos ouve. Ele nunca se esquece de nos atender. Ele nunca passa ao largo dos nossos passos. Ele nunca nos deixa sozinhos na noite da tristeza ou da depressão. Ele nunca aplaude os maus. Ele nunca nos abandona sem forças. Ele nunca se alegra com a injustiça.
Ele nunca perde.
Ele sempre nos ama.
Podemos confiar no amor de Deus.
Pela fé, podemos ver a vitória de Deus, e estamos juntos com ele nesta vitória.
Sabemos que Deus é bom.
Então, cantamos.
Cantemos.

Pense nisso!

Gostou? Deixe seu comentário. Ele é importante pra mim. E compartilhe com seus amigos nas redes sociais. Obrigada.
Conheça também...