Obrigada.

sexta-feira, 24 de março de 2017

BENEFÍCIOS DA PROVAÇÃO

Imagem relacionada

“E te lembrarás de todo o caminho pelo qual o Senhor teu Deus tem te conduzido durante estes quarenta anos no deserto, a fim de te humilhar e te provar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias ou não os seus mandamentos.”
(Deuteronômio 8.2)

Deus tem propósitos em tudo que Ele faz e naquilo que permite nos acontecer. O texto fala sobre o povo de Israel, que peregrinou no deserto por 40 anos. A peregrinação poderia durar 3 anos, mas durou 40 por causa da sua falta de fé deles. Quando estavam prestes a entrar na Terra Prometida - Canaã, Moisés enviou 12 homens  para espiar a terra. Ao regressarem, apenas dois deles, a saber, Josué e Calebe, deram boas notícias. Os outros 10 espias contaminaram todo o povo com sua falta de fé. Eles só viram as dificuldades daquela terra e disseram que seria impossível conquistá-la. Então o povo murmurou contra Deus. Por causa disso, Deus os fez peregrinar por 40 anos, a fim de que todos os murmuradores morressem e não entrassem em Canaã. Daquela geração só Josué e Calebe entraram na Terra Prometida, porque creram e declararam que podiam entrar.
Aquela provação no deserto foi pela falta de fé do povo. Isso aborreceu o Senhor. Da mesma forma, nós O aborrecemos quando não cremos que Ele é capaz de mudar a nossa sorte, e essa falta de fé alongam os dias da nossa provação. Ainda assim, vemos a misericórdia de Deus sobre Seu povo, como faz também conosco.
Deuteronômio 8.2, na versão NVI diz que Deus “...pô-los à prova, a fim de conhecer suas intenções, se iriam obedecer aos seus mandamentos ou não.(Deuteronômio 8.2)
É exatamente isso que Deus espera de nós toda vez que passamos por provações. E o que Deus quer? Observe comigo o versículo.

1º)     Deus quer nos lembrar que Ele mesmo nos conduz pelo caminho“E lembrarás de todo o caminho pelo qual o Senhor teu Deus tem te conduzido...” – Se você pertence a Deus, creia: Não é o diabo que leva você para o deserto das provações. É o próprio Deus! Como fez com Jesus – “Jesus, pois, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão; e foi levado pelo Espírito ao deserto,...” E Ele tem objetivos preciosos nisso! As provações vêm para nos melhorar, não para nos destruir!
Então, glorifique a Deus pelas provações e desertos da sua vida. Fique tranquilo(a)! Deus está no controle! Ele é quem lhe conduz!

2º)   Deus quer nos humilhar – “...a fim de te humilhar...” Não no sentido de nos abater ou degradar, mas no sentido de nos colocarmos no nosso lugar, que é de total dependência Dele. Sem Ele não podemos viver, mas, às vezes, nos esquecemos disso e nosso nariz se levanta. Achamos que somos importantes, maiorais, melhores que os outros ou dependentes de nós mesmos. Aí o Senhor se encarrega de nos por no nosso lugar através das provações.
Glorifique a Deus pelas provações, pois elas lhe põem no seu devido lugar e mostram sua total dependência Dele.

3º)   Deus quer conhecer suas intenções, o que está no seu coração - “...para saber o que estava no teu coração,...”  –As provações têm esta característica – expõem o que há em nosso íntimo, no coração. Expõem-nos para Deus ou para nós mesmos? A Bíblia diz que o Senhor já conhece o nosso coração, Ele vê cada intenção e pensamento. Então, a revelação é para nós nos conhecermos. A provação nos baixa a guarda, provoca o “momento desprevenido”, (como diz Richard Foster), isto é, quando você não está prestando atenção, o que está no seu coração vem à tona.
Glorifique a Deus pelas provações, pois elas revelam exatamente o que você tem por dentro. Isso pode ser muito útil, pois, percebendo seu coração, você pode fazer as mudanças necessárias.

4º)  Deus quer saber se somos mesmo fiéis a Ele – “...se guardarias ou não os seus mandamentos.” – Deus permite que as coisas fiquem difíceis para ver até onde vai nossa fé, se somos mesmo fiéis, ou se a nossa fidelidade a Ele depende das circunstâncias. Ele quer ver se somos ou não capazes de cumprir e viver segundo os Seus princípios mesmo nas provações. Quantos servos Seus O abandonaram por causa de dificuldades? Muitos louvam a Deus quando Ele abençoa e dá. Jó adorou a Deus quando Ele tirou. A diferença não está nas tribulações, mas na nossa atitude diante delas.
Glorifique a Deus pelas provações, pois elas lhe mostram que você pode manter-se fiel e cumprir os mandamentos divinos mesmo nas adversidades.

A boa notícia é que Deus não nos abandona durante o deserto, antes cuida de tudo, nos sustenta e nos garante a Terra Prometida no final. Você pode ver isso se ler todo o capítulo 8 de Deuteronômio.
Lembre-se: Deserto não é moradia, é passagem. Mesmo que demore, há um tempo determinado para acabar. A Terra Prometida, sim, é nossa morada final, se nos mantivermos fiéis e firmes, apesar das tribulações da vida.  

Pense nisso!

Conheça também...

http://prraquelroque15.wixsite.com/meusite

quarta-feira, 22 de março de 2017

AS OFERTAS QUE A SERPENTE CONTINUA A FAZER

Resultado de imagem para eva e a serpente

Que tipo de mundo seria o nosso, se Eva tivesse recusado a oferta da serpente? Se tivesse dito-lhe: “Deixe-me não ser como Deus. Deixe-me ser o que fui feita para ser. Deixe-me ser uma mulher.”
Quando li essa citação, fiquei pensando em todas as ofertas que a serpente continua a nos fazer. Ela sugere que nós podemos e devemos ser tudo, menos aquilo que Deus nos criou para ser. Às vezes ela sussurra outras, no entanto, grita com agressividade:
“Seja o que você quiser ser!”
“Quem manda na sua vida é você!”
“Seu corpo, sua regras!”
“Siga seu coração!”
Quem de nós, nunca ouviu essas frases tão sedutoras?
Entretanto, quais respostas temos dado a elas?
Não sejamos como Eva, pois a Bíblia nos mostra a tragédia que se seguiu à tolice que ela cometeu em dialogar e aceitar a oferta de ser “independente” de Deus. Precisamos dar respostas teocêntricas (Deus no centro) a essas ofertas antropocêntricas (o homem no centro). Por isso, quando a ética social vigente nos pressionar dizendo...
Ø     “Seja o que você quer ser!”
Diga: “Jesus disse: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me.” (Mateus 16.24).
Ø     “Quem manda na sua vida é você!”
Replique: "Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim.” (Gálatas 2.20)
Ø     “Seu corpo, suas regras!”
Que distância do que a Bíblia ensina!
Responda: “Não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.”  (I Coríntios 6.19,20)
Ø     “Siga seu o coração!”
Diga: “Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o poderá conhecer?” (Jeremias 17:9). Devemos seguir a Palavra de Deus e não o nosso coração - “Ganho entendimento por meio dos teus preceitos; por isso odeio todo caminho de falsidade. A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho” (Salmo 119.104,105).
Eu já decidi! Quero ser uma pessoa segundo o padrão do meu Deus. Então, parem de me importunar com essa história, pois eu já fiz minha escolha. Deixe-me ser dependente de Deus! Deixe-me ser como Deus quer! Deixe-me ser o que fui criada para ser! Deixe-me ser uma pessoa segundo o que isso significa para Deus.

Pense nisso!

(Adaptado por mim do texto de 
Elisabeth Elliot)


Deixe seu comentário! E conheça meus outros endereços.

http://prraquelroque15.wixsite.com/meusite

terça-feira, 21 de março de 2017

RITO DE PASSAGEM


 Resultado de imagem para indios da america do norte

Você conhece o rito de passagem dos jovens índios Cherokees?
Funciona assim:                               
O pai leva o filho para a floresta ao final da tarde, venda-lhe os olhos e deixa-o sozinho lá. O filho se senta sozinho durante toda a noite e não pode remover a venda até os raios do sol brilharem no dia seguinte. Ele não pode gritar por socorro para ninguém. Se ele passar a noite toda lá, será considerado um homem e não pode contar sua experiência aos outros meninos porque cada um deve tornar-se homem do seu próprio modo, enfrentando o medo do desconhecido.
O menino, naturalmente, fica amedrontado, pois ali ele pode ouvir toda espécie de barulho, os animais selvagens podem estar ao redor dele, alguém pode feri-lo, os insetos e cobras podem picá-lo, entre outras coisas. Ele pode sentir frio, fome e sede. O vento sopra a grama e a terra, sacode os tocos, mas ele não pode remover a venda.
Segundo os Cherokees, este é o único modo dele se tornar um homem.
Finalmente, depois da noite horrível, o sol aparece e a venda é removida. Então, ele descobre seu pai sentado na montanha perto dele. O pai esteve a noite inteira protegendo seu filho do perigo.
Lindo, não é?! Pois isso acontece conosco. Nós nunca estamos sozinhos! Mesmo quando não percebemos, Deus está olhando por nós, 'sentado ao nosso lado'.
Quando os problemas vêm, e não podemos ver a saída, o escape, tudo que temos a fazer é confiar que ELE é nosso Pai e está sempre nos protegendo. Também o fato de, muitas vezes, não conseguirmos vê-lo, não significa que Ele não esteja conosco. Precisamos caminhar pela fé, e não pela nossa curta visão das coisas. Simples assim...
E, lembre-se: Não tire a venda antes do amanhecer. Você pode não passar no teste.

Pense nisso!

Deixe o seu comentário. Ele é muito importante para mim. E conheça meus outros endereços. Obrigada.
https://www.facebook.com/profile.php?id=100010696392537